Araguaia destaca Simpósio de Segurança Prisional realizado em Naviraí



O sistema carcerário, realidade, soluções e perspectivas foi o tema do 1º Simpósio sobre Segurança Prisional, realizado nesta terça-feira (04) no auditório da Associação Comercial de Naviraí. Autoridades do executivo (AGEPEN) e judiciário fizeram uma avaliação e exposição das dificuldades e avanços do sistema em Mato Grosso do Sul.
Considerada uma das unidades mais organizadas e modernizadas do centro oeste, a Penitenciária de Segurança Máxima (PENAV), foi modelo e exemplo de como os poderes constituídos e a sociedade civil podem, com união de esforços fazer transformações, vencendo tarefas das mais difíceis. Um vídeo, idealizado pelo vereador Márcio Araguaia, com as imagens do estabelecimento penal destruído na rebelião de 2016 e a trajetória da reconstrução foi mostrado ao público.
Autoridades que participaram diretamente do processo de reconstrução estiveram presentes, entre elas o Juiz da vara criminal Dr. Paulo Roberto Cavassa de Almeida, o Presidente da Agencia Penitenciária do Estado de MS Aud de Oliveira Chaves, o Defensor Público Vandir Zulato Jorge, o Vereador Márcio Scarlassara - representando o poder legislativo, Wilson Vilalba Xavier, presidente da OAB e o Diretor da Penav Rogério Capote.
“Importante que a sociedade tenha como exemplo que, diante da necessidade se existir disposição, seriedade e atuação de forma organizada é possível se construir até o que para muitos seriam impossível”, disse o Juiz Paulo Cavassa, referindo se ao fato de que em meio a crise da rebelião e com o estabelecimento penal lotado, foi possível reconstruí-lo e ainda gerar uma economia de quase R$ 1 milhão aos cofres do estado.

Atuante na defesa por melhorias, opções de trabalho e qualificação dos reeducando, assim como segurança para os profissionais que trabalham na área o Vereador Márcio Araguaia destacou a importância do evento. Agradeceu a parceria com a UFMS que levou um grupo de alunos para participar do Simpósio e colocou o legislativo naviraiense a disposição para a construção de um sistema carcerário humanizado, eficiente e melhor estruturado em MS.


Fonte: Wilson Soares dos Reis

Voltar para as Notícias